MESTRE BONSAI

Paciência é quando respiramos com o mesmo ritmo do bonsai.

  • FOTOS / Pictures

    Canais/Channels

  • Canal Mestre Bonsai no Youtube



  • It is a lame translation, but it is a translation :-)

  • Mestre Bonsai no Instagram
  • Procurar no site: Mestre Bonsai

  • Coloque o seu email para passar a receber uma notificação por email sempre que houverem alterações.

    Junte-se a 3.127 outros seguidores

  • Blog Stats

    • 749,774 _ Desde 10/2010
  • Março 2012
    S T Q Q S S D
    « Jan   Abr »
     1234
    567891011
    12131415161718
    19202122232425
    262728293031  
  • Arquivos

  • Subscrever

  • Top Posts

  • Stat



  • Map
  • Prémios Atribuídos

ACER …

Posted by mestrebonsai em Março 21, 2012

ACER

Existem ACER em quase todo o planeta, pode ver uma lista aqui ou aqui. São cerca de 129 espécies porém existem milhares de cultivares (subespécie). A maior parte evoluiu na Ásia, Europa, África e América do Norte.

Ambiente: Prefere climas amenos e de humidade constante. Quando exposto ao sol tem tendência em queimar as folhas parcialmente e em casos extremos, queimar totalmente a folha. Em vaso tal facto extremo é o mais comum quando a humidade relativa do ar é baixa. Pelo que se deve ter o cuidado de lhe fornecer o máximo de luminosidade possível mas evitar o sol directo durante os meses quentes ou de verão.

Características: .A maioria dos Acer cresce entre os 10 e os 50mt de altura, os de tamanho a baixo do 10mt são considerados arbustivos. Raízes costumam ser densas e fibrosas. Gosta de humidade e é tolerante à meia-sombra. É habitual aparecerem rebentos a nível das raízes.

As folhas são geralmente de côr Verde, Vermelho, Laranja ou Amarelas e maioritariamente caducas a não ser nas espécies mediterrâneas que são perenes, e têm lóbulos com veias centralizadas ou apicais. As flores aparecem no fim do Inverno ou no início da Primavera e geralmente só depois do aparecimento das folhas, têm 5 petalas e nascem em racemo (amentilho) ou umbela. Após fertilização e maturação (que demora entre 2 semanas e 6 meses), as sementes possuem uma aleta que lhe permite “voar” e afastar-se da planta mãe.
A côr da folha em diversas épocas do ano tem a função de atrair ou afastar insectos, umas vez que os insectos autóctones à espécie reagem à cor  da mesma. As sementes têm de ser estratificadas (ver em reprodução) antes de germinarem

Fertilização: Fertilização em excesso queima as raízes com facilidade. Os primeiros sinais são os das folhas ficarem castanhas como se estivessem queimadas pelo sol, sendo seguida por um escurecimento em casos mais extremos. É preferível fertilizar-se em quantidades mais pequenas, até porque mais alimento dá origem a novas folhas um pedaço  maiores.

Rega: Apesar de ser uma espécie que gosta de humidade, não é de forma alguma uma planta aquática, pelo que excessos, como pratos com água debaixo do vaso levam ao apodrecimento das raízes e à sua morte. Principalmente durante o Inverno. Deve-se manter a terra bem húmida durante todo o tempo quente e ambientes secos, e a terra apenas algo húmida (humidade-pano-torcido) durante o Inverno.
NUNCA borrifar as folhas, principalmente no interior e durante tempo frio e húmido, pois leva ao aparecimento de fungos (como o míldio) nas folha, que acabam por matar o bonsai.

Pestes/Doenças: As folhas são bastante atraentes para algumas formas larvares, são também procuradas por vespas que gostam de cortar as folhas para as transformarem em ninho. Ambientes muito húmidos e folhas molhadas levam ao possível aparecimento de fungos como o míldeo e a ferrugem, que podem ser evitados com a aplicação de um fungicida sistémico como o sulfato de cobre.

Transplante: Quando começa a Primavera vegetativa, até fim da Primavera, nunca no Verão, Outono ou Inverno. Deve-se evitar o transplante quando está a florir. Durante o transplante não deixar as raízes secarem. Gosta de solos equilibrados entre húmus e minerais, daí que evolui melhor em misturas de 3 de akadama para 3 de humus, ou mais humus que akadama. Evite danificar demasiadas raízes durante o transplante, pois poderá começar a perder ramos mais finos. DEVE manter a terra sempre húmida nos meses a seguir ao transplante, não podendo nunca a terra secar por completo.
Nunca fertilize no mês a seguir ao transplante, mas eu aconselho que espere dois meses para a começar a fertilizar.

Poda: Para aparar apenas, corta-se o rebento da ponta que leva à ramificação. Para formação e ramificação, deve-se deixar um mínimo de 2 folhas saudáveis no ramo e cortar a cima deixando um pequeno toco. Para se dar mais volume e mais folhas, deve-se podar acima de cada par de folhas que apareça, desde que as folhas existentes tenham aberto por completo e apresentem aspecto de serem mais adultas. Para diminuir o tamanho da folha é habitual fazer, em espécies saudáveis a desfolhação. Basicamente corta-se toda a folha e deixa-se apenas o pé que a segura agarrado ao ramo. As que voltas a nascer, nascem mais pequenas porque têm menos energia disponível e a existente tem de ser distribuída por todas as que nascem. Porém é solução para esse ano… no ano seguinte voltam a nascer com o mesmo tamanho inicial.

Reprodução: Por estacas de crescimento do ano anterior, porém deve-se limpar o ramo cortado deixando apenas 2 folhas, para evitar dispendios de energia. Por semente, deve-se passar pelo processo de estratificação e quando tiver raíz plantar. Manter a terra bem húmida o que garante a sobrevivência após germinação.
Estratificação: é o processo pelo qual a semente passa por vários níveis de temperatura e humidade a fim de deteriorar a camada protectora exterior e facilitar assim a germinação. O processo mais rápido é lixar ligeiramente a camada exterior da semente, sem a danificar, coloca-se em cima de um guardanapo de papel molhado que deve posteriormente ser colocado dentro de um saco plastico transparente. Depois coloca-se na prateleira mais baixa do frigorífico onde fica durante pelo menos 1 mes, posteriormente se obtiver raíz pode ser plantada, se não obtiver, pode permanecer no frigorífico até ao máximo de 3 meses. Planta-se em terra (não muito fundo) e manem-se a terra húmida.

Higiene: Deve-se limpar as folhas que caem na terra, acumulam fungos ao apodrecer que acabam por ser transmitidos à planta viva. Pode varrer facilmente as folhas amarelas/secas com uma vassourinha para bonsai, quer no solo, quer nos próprios ramos.

Treino: Por ser de crescimento muito rápido pode-se usar arame mas com muito cuidado para não ficar marcado, algo que começa a acontecer 15 dias a um mês após colocação deste. Por esse motivo usar por exemplo ráfia, usar estacas ou amarrar pesos, são alguns dos melhores métodos.

.
.
.
.
.
.
.
Algumas Espécies mais conhecidas
Acer buergerianum
Acer buergerianum
.
.
.
.
.
.
.
.
Acer campestre

Acer campestre

.

.

.

Acer carpinifolium

Acer carpinifolium

.

.

.

.

Acer caudatum


Acer caudatum

.

.

.

Acer japonicum Thunb.
Acer japonicum Thunb.

.

.

.

Acer monspessulanum L.
Acer monspessulanum L.

.

.

.

Acer palmatum matsumurae

Acer palmatum matsumurae

.

.

.

.

Acer palmatum var. dissectum

Acer palmatum
var. dissectum

.

.

.

Acer rubrum

Acer rubrum
(Costuma-se ver em folha vermelha no clima frio)

http://www.ginkgo.biloba.online.fr/acer/especes/index.htm

Anúncios

9 Respostas to “ACER …”

  1. JéssicaR said

    Boas, um amigo ofereceu-me sementes de acer palmatum, já estratificadas. a minha duvida é a seguinte, qual a melhor terra para eu plantar as sementes ? Obrigada.

    • Hmmm… já estratificadas? Já vêm com raiz/broto?
      Coloque qualquer terra rica em humus não adubada 1/3 e 2/3 de areia de rio. Após um ano passar para vaso individual.

      • JéssicaR said

        Não, não vêm com a raiz ! ele disse que estiveram no frigorifico durante o outono todo, hoje recebi as sementes e elas não vêm com raiz nenhuma ! o que faço ?

      • Isso é mau… passou pelo frigorifico e podem já nem brotar. Mas vamos ser positivos. Num saco plastico, humedeça uma folha de papel higienico, sim uma folha, e coloque as sementes espalhadas em cima. Feche o saco
        Coloque na gaveta lá em baixo, perto dos vegetais.
        Deve demorar de 2 meses a 4 meses a brotar uma raiz branca… nessa altura coloca-se em vaso com terra 50% e areiA 50% e NUNCA pode deixar secar a terra… sempre humida mas não encharcada… vão crescer e deve retransplantar ao fim de 2 anos.

  2. Olá Pessoal!
    Depois de quase 2 anos de plantar as sementes de plátano e ácer negundo; o plátano, vingou só um, já está com mais de 2 metros e 2 áceres negundos com 1 metro e pouquinho, crescimento muito bom, estou aguardando as cores outonais, uma folha amarela aqui outra ali, mas o crescimento já estacionou, as árvores já entraram em hibernação, acho. Tenho fotos postadas no site: http://www.arvoresjardins.com, quem quiser essas e outras plantas visitem, ok?
    Abraços!
    Ah, adquiri, recentemente, uma muda de acer palmatum, tem foto no site também.

  3. Cosme Rubira said

    oi!
    Tenho um negundo e um griseum (acho que é, só terei certeza mesmo quando crescer) e um plátanus occidentalis, cujas sementes trouxe de uma de minhas viagens, os aceres não estratifiquei, por isso consegui poucas mudas, germinaram varios platanus, consegui que crescesse um, isso aqui em São Gonçalo, região metropolitana do Rio, continuo cuidando, quero vê-los crescer e se transformarem em belas árvores.
    Obrigado pelo espaço.

  4. Marcia Jesumary said

    Párabens mestre Bonsai!São lindos!Maravilhosos!Gostaria de ter um Acer, sou apaixonada por essa árvore porém moro no nordeste do Brasil, nosso clima é tropical, daí o acer iria morrer.Tenho vários bonsais de fruteiras dando frutos e alguns ,árvores da Mata Atlântica ou do Sertão, mais o acer é minha paixão.Os seus são perfeitos!Bençãos de DEUS.

    • Se souber cuidar não é dificil manter o bonsai Acer aí no Brasil. Mas tem de dar atenção como se ele fosse bicho de estimação 😉 Cuidado diário.
      Experimente primeiro, comprando um acer em um horto (local de venda de plantas), vá cuidando e ganhando experiencia. Na época mais fria pode perder a folha, o que é normal… senão pode simular inverno… colocando no sítio mais fresco que conseguir encontrar (alguns apaixonado colocam no refrigerador, mas não aconselho, é preciso alguma experiencia e colocar luz dentro).
      Esses seus bonsai são geralmente os mais resistentes… os locais 🙂
      Continue, vá tentando e descobrindo… qualquer pergunta, basta falar.

  5. Oliver said

    Acer é a minha espécie favorita de bonsai. (Espero que o meu bonsai não leia isto 😉 )

    Parabéns pelo seu trabalho, Mestre Bonsai.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s