MESTRE BONSAI

Especialistas, somos nós.

  • FOTOS / Pictures

    Canais/Channels

  • Canal Mestre Bonsai no Youtube



  • It is a lame translation, but it is a translation :-)

  • Mestre Bonsai no Instagram
  • Procurar no site: Mestre Bonsai

  • Coloque o seu email para passar a receber uma notificação por email sempre que houverem alterações.

    Junte-se a 3.096 outros seguidores

  • Blog Stats

    • 658,069 _ Desde 10/2010
  • Julho 2012
    M T W T F S S
    « Jun   Set »
     1
    2345678
    9101112131415
    16171819202122
    23242526272829
    3031  
  • Arquivos

  • Subscrever

  • Top Posts

  • Stat



  • Map
  • Prémios Atribuídos

Operculicarya decaryi

Posted by mestrebonsai em Julho 30, 2012

Esta foto pertence ao site: http://www.hhbonsai.com/operculicarya/

OPERCULICARYA DECARYI
(falso pimenteiro japonês; “pimenteiro japonês”; “Zanthoxylum piperitum”; Jabily)

Árvore /arbusto com orim em Madagascar.

A Operculicarya é muitas vezes erradamente confundida com o Zanthoxylum piperitum ou pimenteiro japonês, que como se pode ver mais a baixo, são diferentes.

Operculicarya / Zanthoxylum

Como se observa nas imagens do lado esquerdo
as folhas da Operculicarya são Orbiculares (ovaladas)
enquanto que as do Zanthoxylum são lanceoladas (pontas nos dois extremos).

.

.

.

Características: Árvore de porte pequeno em que na natureza o tronco tem tendência a “engordar”, o que lhe dá a alcunha de  “pata de elefante”.  No exterior perde 2/3 das folhas durante o Inverno frio, mas se for demasiado frio acaba por perder ramos.
Precisa de muita luminosidade mas é muito sensível ao sol directo. Quando desidrata por não ter acesso à humidade de compensação os ramos/tronco tornam-se enrugados e as folhas caem secas.
Em adulto a casca torna-se rugosa e de cor clara. Possui pequenos espinhos nas ramificações jovens, geralmente na base das folhas; os espinhos aparecem apenas se tiver pouca humidade presente (atenção: pouca humidade não é seca).
A folha é composta por vários lóbulos em número ímpar (7 a 11) de verde escuro e brilhante mas do lado inverso sem brilho e um pouco mais claro. Têm algum aroma.
As folhas tornam-se amarelas e caem no frio e quando existe demasiada água a nível de raízes (por ex. por causa da presença de prato com água).

As flores são muito pequenas, e algo amarela/verde, tornam-se avermelhadas em ambientes frios, em Portugal no início da Primavera.

Existe diferenciação sexual: árvore de flor masculina e árvore de flor feminina. Para frutificar é preciso a presença de ambas.

Os frutos são de uma cor rosada e algo picantes.

O crescimento de raízes é abundante pelo que deve ser transplantada a cada 2 anos, porém as raízes são algo sensíveis a excessos (de fertilizante; água a mais; falta de água…)

.
Fertilização: Fertilização em excesso queima as raízes com facilidade. Os primeiros sinais são os das folhas ficarem castanhas como se estivessem queimadas pelo sol, sendo seguida por um escurecimento em casos mais extremos. É preferível fertilizar-se em quantidades mais pequenas, até porque mais alimento dá origem a novas folhas maiores.
Prefere alimento orgânico ao alimento químico, mas desenvolve-se bem com ambos.
Para reduzir folhas, expor a quantidades superiores de luz e utilizar fertilizantes mais ricos em fósforo (P) e Potássio (K) do que Nitrogénio (N)

.

Rega: Apesar de ser uma espécie que gosta de água, não é de forma alguma uma planta aquática, pelo que excessos, como pratos com água debaixo do vaso levam ao apodrecimento das raízes e à sua morte. Principalmente durante o Inverno Europeu. Deve-se manter a terra bem húmida durante todo o tempo quente e ambientes secos, e a terra apenas algo húmida (humidade-pano-torcido) durante o Inverno. Deve-se evitar deixar a terra secar por completo.
NUNCA borrifar as folhas, principalmente no interior e durante tempo frio e húmido, pois leva ao aparecimento de fungos nas folha, que acabam por matar o bonsai. Se estiver em flor, perde-las-à.

.

Transplante: Quando começa a Primavera vegetativa e antes de dar flor, até fim da Primavera, nunca no Verão, Outono ou Inverno. Nunca transplante  se tiver flor/frutos. Durante o transplante não deixar as raízes secarem. Gosta de solos bem drenados com húmus e ligeiramente calcários, daí que evolui melhor em misturas de 1 de akadama para 3 de humus e 1 de areia. NÃO GOSTA de solos demasiado alcalinos pelo que se deve evitar ter mais akadama do que húmus. Um “truque” para obter flores ligeiramente mais rosadas é misturar uma pequeníssima quantidade ( 1/3 de Uma medida) de Kanuma ou até mesmo borra de café à terra, a acidez desta puxará a cor.  Evite danificar demasiadas raízes durante o transplante, pois começa a perder ramos. Retire todas as raízes que possam estar podres. É aconselhável que corte a ramificação excessiva antes ou após transplante para reduzir o stress e haver um equilíbrio entre quantidade de raízes e de ramificação. DEVE manter a terra sempre húmida nos meses a seguir ao transplante, não podendo nunca a terra secar por completo.
Nunca fertilize no mês a seguir ao transplante, mas eu aconselho que espere dois meses para a começar a fertilizar.
É aconselhável transplantar esta espécie a cada 2 anos ou 3 como máximo devido ao crescimento abundante de raízes.
Nunca utilizar terra “reciclada” com esta espécie; a sua sensibilidade a fungos torna a técnica arriscada.
.
Poda: Para aparar apenas, corta-se o rebento da ponta que leva à ramificação. Para formação e ramificação, deve-se deixar um mínimo de 2 folhas saudáveis no ramo e cortar a cima deixando um pequeno toco. Ramificará num rebento perto da folha mais apical. Para se dar mais volume e mais folhas, deve-se podar frequentemente, desde que as folhas existentes tenham aberto por completo e apresentem aspecto de serem mais adultas.
.
Reprodução: Por estaca, porém deve-se limpar o ramo cortado deixando apenas  1 a 2 folhas, para evitar dispêndio de energia. Por semente, basta colocar em terra e cobrir. Mantém-se a terra bem húmida o que leva à decomposição da baga, a fermentação facilita a germinação das sementes.
.
Higiene: Deve-se limpar as folhas que caem na terra, acumulam fungos ao apodrecer que acabam por ser transmitidos à planta viva. Pode varrer facilmente as folhas amarelas/secas com uma vassourinha para bonsai, quer no solo, quer nos próprios ramos.
.
Treino: Cuidado ao dobrar os ramos, partem com facilidade. Por ser de crescimento muito rápido pode-se usar arame mas com muito cuidado para não ficar marcado, algo que começa a acontecer 1 mês após colocação deste. Por esse motivo usar por exemplo ráfia, usar estacas ou amarrar pesos, são alguns dos melhores métodos.
.
Aspecto da Operculycaria na Natureza
.
.Mais imagens aqui
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
Outras Imagens

27 Respostas to “Operculicarya decaryi”

  1. Mónica Carvalho said

    Olá boa tarde!
    Faz 1 ano que comprei um bonsai operculicarya, neste inverno ele perdeu todas as folhas, começaram a secar e caíram, ficando com os ramos mais finos igualmente secos. Na raiz tem um rebento que nasceu e este está muito verdinho. É normal está situação?
    Eu rego o com frequência de acordo com o recomendado e ainda não o transplantei, pois do que pesquisei a melhor altura é na primavera.
    O que devo fazer?

  2. Luciane Oliveira said

    Boa tarde Mestre Bonsai,
    Estou com dúvidas em relação à saúde do meu Operculicarya, comprei em dez/2013 penso que ele tinha 2 anos, no início o meu marido deixou-o perto do vidro e ele apanhou sol, queimou e caiu as folhas todas, recuperei o com as suas dicas, ele agora estava no exterior e a evoluir bem.
    mas de 3 semanas para cá começou a amarelar as folhas e cair, porém continua a brotar nas pontas e na base do musgo estão nascendo várias mudinhas dele, perdi a época do transplante no início do ano passado e agora estou mesmo com receio que ele esteja a sofrer por isso… O que fazer nesses casos?

  3. Manuel said

    Como destingo o operculicarya, macho e fémea (carateristicas que os destinguem).

  4. Boa noite,
    A foto da Operculicarya decaryi que está publicada no topo desta página foi retirada do meu site http://www.hhbonsai.com, que me pertence. A operculicarya pertence à minha coleção.
    O Mestrebonsai poderia ter informado, as pessoas que visitam o seu site, desse facto, ou ter-me contactado para poder utilizar a imagem.
    Obrigado.
    Santos Costa

  5. Paulo Oliveira said

    Bom dia.

    Tenho uma Operculicarya e deparei-me com a presença de uns pequenos bichinhos verde/acastanhado nas folhas. No meu pouco conhecimento algo parecido com piolho ou pulga. Como os posso eliminar?

    Obrigado.

  6. nuno andrade said

    Boa noite meus caros colegas bonsaistas.
    Eu já sou praticante a algum tempo mas no que toca a operculicarya sou novo.
    E eu gostaria que se alguem souber, como posso saber se é femea ou macho? gostaria de por a minha com fruto na altura dele. =D
    muito obrigado. =P

    • Geralmente escolhe-se as que têm fruto (fêmea) e uma que nunca dá fruto, só flor (macho).
      Geralmente os vendedores devem saber. Infelizmente nem todos os viveiros distinguem

      • nuno andrade said

        Sim nem todos os viveiros distinguem, onde comprei a minha eles nem sabiam que especie era.=D
        Não sabiam nada.
        Tive sorte de já conhecer a planta.
        Mas obrigado pela sua ajuda, e um otimo natal para si.

  7. Carina said

    Boa tarde Mestre Bonsai,

    ontem comprei o meu primeiro bonsai, um Operculicarya decaryi, adorei ler diversos artigos seus, estão numa escrita bastante acessivel para pessoas como eu, sem experiência nenhuma nesta arte. Com algum receio e querendo fazer tudo bem para que o meu bonsai fique sempre saudável, tenho algumas dúvidas:

    1- Tenho-o perto de uma janela, não apanha sol direto, apenas luz… Vou virando o bonsai durante o dia para apanhar luminosidade de todos os lados mas será que a quantidade de luz é muita, dado que está a meio metro da janela?

    2- Ele está a precisar de uma poda, tem uns quantos rebentos verdinhos, mas tambem está muito cheio de folhagem… Esta é uma boa altura para podá-lo, ou até dar-lhe uma grande poda? O que devo fazer?

    3- Ontem comprei-o e hoje de manhã reguei-o só com água, não muito fria mas quase tépida (nem sei se fiz bem), li que deveria usar adubo sólido nesta época, o que recomenda?

    4- Ele por cima da terra está bem verdinho, tem tipo um musgo, isso é bom?

    • 1. Bastaria virar o bonsai todos os dias, ou sempre que se rega🙂 Se não dá sol directo, quanto mais melhor.
      2. Pode podar desde que haja crescimento, seja qual for a época do ano. Havendo desenvolvimento pode.
      3. A água convem ser à temperatura ambiente para evitar choques termicos. Adubo líquido (keiko é muito bom) é mais eficaz até ao fim do Outono, mas pode usar adubo solido (biogold) para o mesmo efeito, sem problema.
      4. O musgo não faz mal desde que consiga regar correctamente e a água consiga chegar às raízes.

      • Carina said

        Hoje estava a supervisionar o meu lindo bonsai quando vi um bichinho branco a passear por cima do musgo, desapareceu logo. Depois comecei a remexer o musgo e vi uma pequena lagartinha assim magrinha…. O que faço?? O que posso fazer para que estes bichinhos desapareçam? Obrigado

      • Isso quer dizer que ou a terra não é própria ou é adubada (nao pode) ou algum bicho pos ovos nela.
        O ideal será transplantar com lavagem de raízesn na primeira época correcta (primavera vegetativa).
        Pode ir tentando apanhar com uma pinça… pode ser só uma ou duas ainda!

      • Carina said

        Boa tarde MestreBonsai,

        estava a ver o meu bonsai quando vi uns bichos brancos nos caules, procurei na net e eram conchonilhas… Com uma pinça retirei todos os que vi e vou sempre encontrando um ou outro sempre que procuro… O que posso fazer?

        Também estive a remexer o musgo e aquilo não me parece muito bonito, para alem de ter bichinhos que desaparecem… Sei que o bonsai deve precisar de transplante mas será que ele aguenta até fev?

        Ele continua bonito, verde, está a nascer as flores, continua a brotar novos rebentos… Nunca mais adubei e rego normalmente..

        Obrigado
        Carina

      • Vá retirando, se vir que quer usar um método natural… se o fizer todos os dias… acabam por desaparecer…
        mas se está a fugir do controle ou prefere usar algo mais rápido, use um insecticida. Tenha atenção e obedeça à distancia de segurança do fabricante

  8. Boa noite Mestre Bonsai preciso de ajuda urgente!
    Eu possuo um Operculicarya decaryi e o que sucedeu foi o seguinte, eu fui de ferias e a minha mãe ficou a cuidar dele.
    Mas regou-o nas folhas e expôs-lo ao sol. Quando cheguei já as folhas estavam a ficar castanhas, mas tenho-o mantido sempre com humidade. Como devo proceder?

  9. Mestre bonsai
    Acabei de ganhar um Bonsai Ulmus. Ele estava com marcas recentes de poda, e ficou uma tarde exposto ao sol muito quente, em seguida as folhas secaram e estão caindo!
    Oque devo fazer a respeito?
    Obrigado

    • Tirar do sol directo. Regar de modo a manter a terra humida

      • Boa noite
        Mestre bonsai eu tenho um Operculicarya decaryi, fui de férias e o bonsai ficou ao cuidado da minha mãe, ela regou-o nas folhas enquanto ele apanhava sol directo, quando cheguei ele já estava a ficar com as folhas e ramos castanhos. O que devo fazer?
        Tenho-o mantido sempre com humidade.
        Se for preciso fotos eu envio!

      • O problema foi mais do sol directo nas folhas do que da água.
        Dê-lhe muita luminosidade mas nada de sol directo e não deixe a terra secar, mantenha-a humida mas sem prato com água debaixo do vaso.
        Sim, pode enviar fotos para o email

  10. dieta said

    A multiplicação ou reprodução da Pata de Elefante pode ser feita por sementes (mais difícil) ou por estaquia (mais fácil).A multiplicação por estaquia deve ser feita na Primavera.Para o efeito, sugerem-se os seguintes passos:1. Separar a muda (rebento) que nasce na base do tronco da planta mãe.2. Plantar numa mistura de 1/3 de terra (de boa qualidade de preferência) com 2/3 de areia.3. Enterrar o rebento (muda) até à base das folhas.4. Regar e adubar.5. Colocar em lugar quente.Votos de sucesso e longa vida às novas Patinhas de Elefante.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s